Em mãos alheias


Photobucket
Fonte: tumblr.

Vou pegar um ônibus 06 h da manhã, demora 5 minutos para que ele aponte na avenida, dou o sinal para que ele pare. Entro, pago a passagem  e  vejo se tem algum lugar para eu me sentar, ao fundo encontro um único local vazio, vou até lá e me sento. Ao meu lado uma moça  que aparenta ter seus 12 anos lê seu exemplar da escritora Thalita Rebouças.
Meia hora depois e a moça marca aonde parou sua leitura, fecha o livro e desce três pontos antes do meu destino. Sigo viagem.
Na transferência do ônibus para o metrô vejo três pessoas andando rapidamente para as escadas, cada qual com um livro na mão.Só consigo repara neles enquanto espero o próximo metrô, que aliás deve vir lotado.
A primeiro que reparo é uma moça jovem que subiu correndo, talvez indo trabalhar ou estudar, provavelmente muito atrasada, carregando nos ombros uma bolsa grande demais para seu tamanho,  nas mãos cadernos, um livro de anatomia e um livro menor com um nome feminino, dizia na capa que era o mais vendido do ano.Ela o lia com voracidade, alguma coisa parecia não tê-la agradado, pois com uma careta discreta no rosto, vejo ela delicadamente pular algumas páginas.
A segunda pessoa reparei enquanto esperava o segundo metrô na estação, provavelmente não conseguiria entrar de novo, estava muito lotado aquele dia, um senhor de idade com um pesado livro aberto nas mãos , lia sem pressa, parei alguns segundos para reparar suas expressões ao ler cada linha, parecia ser algo muito interessante pois sorria timidamente enquanto percorria as paginas com os olhos indo rapidamente de uma direção a outra.
A terceira pessoa que reparo, uma moça, com um ar de superior, maquiagem bem feita e uma roupa discreta, com um salto médio nos pés. Ela entrou no mesmo compartimento do metrô que eu, enquanto me equilibrava para não cair, vi que ela segurando com uma das mãos o livro que lia não apresentava problema nenhum de desequilíbrio Lia com atenção, consegui ver a capa era aquele livro que tantos falam e que sempre vejo na mão de alguém, "Cinquenta tons de cinza" era o nome do livro. 
Mais algumas escadas, 15 minutos até a linha amarela, e mais alguns livros pelo meu caminho. Por todo canto um novo, ou igual apenas em mãos diferentes. 
Reparei em um livro que se tornou comum para mim, não só aquele dia, que prestei mais atenção nos livros alheios, mas todos os dias ou em quase todos eu o tinha visto nas mãos de alguém, terminei a viagem, duas horas depois de muito aperto, pressa e atrasos ao meu destino cheguei.Sem saber o nome do livro.

Demorei algum tempo para conseguir ler o nome do autor, o nome que vi era Martin, que era maior que o nome do livro em si , que em uma pequena pesquisa descobri ser "A guerra dos Tronos" de George R.R. Martin, uma saga, fiquei curiosa para ler. 

Este será o próximo livro que terei em mãos. Talvez você me veja por ai com meu problema de equilíbrio em algum trem, ônibus ou metrô indo ao trabalho, com um livro nas mãos tão interessada quanto todos os personagens deste texto.

PS: E você tem lido muito? Na suas trajetórias para escola, trabalho tem visto muitos livros em mãos alheias? Comente! 

Dica de Livro:" A promessa" de Richard Paul Evans

Photobucket
Livro : A promessa          Autor: Richard Paul Evans
Editora:  Lua de Papel
Sobre o autor: Site oficial

Peguei esse livro emprestado para ler no ônibus no caminho para a aula, aliás é o melhor jeito de não ouvir as "picuinhas" das pessoas que tagarelam atrás de você. Já no começo eu gostei da história, e livros que  te "pega" no primeiro capítulo tem tudo para dar certo até o ultimo capítulo não é mesmo?
Com este livro não foi diferente gostei dele até o final, mas fiquei com um ponto de interrogação na cabeça, nada que tire o brilho do livro.
Gosto de livros que descrevam bem um personagem, gosto dos detalhes e quando uma historia está sendo contada e no final não desvenda partes básicas eu simplesmente me decepciono. Fica aquela sensação de coisa contada pela metade. talvez eu seja exigente demais ou não..

Trecho do livro: Raramente nos preocupamos com as coisas certas (Capitulo 13, pág 95)

O livro "A promessa "de Richard Paul Evans, conta a história de Beth, Já no prólogo Beth nos fala que ela se casou duas vezes,  porém entre esse dois amores teve um homem que esteve no meio da história e um segredo que ela guarda consigo a muitos anos. No decorrer do livro vai contado a historia dela, de seu primeiro casamento, da doença de sua filha Charlotte que os médicos não descobrem o que é, e claro sobre o homem que aparece repentinamente na sua vida. Deixo uma ressalva que o meio que este misterioso homem aparece na vida de Beth não é lá uma coisa que convença muito, porém com o passar das páginas você começa a  entender esses pontos bobos na historia...
O segredo de Beth é bem interessante e nos surpreende, é algo que não esperamos de maneira nenhuma que tem relação obviamente com a promessa , achei criativo, porém esperava no final uma explicação de como aquilo foi possível. Mas nada que tire o brilho da obra. só uma curiosidade pessoal.

Trecho do livro: Fiquei imaginando se aqueles que dizem  que ´' é melhor ter amado e perder do que nunca ter chegado a amar" perderam aqueles amaram". ( capitulo 33, pág, 235)

O que me fez  escrever sobre este livro para vocês foi a sensação pós termino de leitura.
É impossível não se questionar sobre o que eu faria se estivesse no lugar dos personagens.
Seria uma segunda chance para aquilo que não teria mais volta. Algo bem interessante de se perguntar não é mesmo?

Trecho do livro: "O mundo seria um lugar melhor se as pessoas e os países aprendessem esta única lição: desejar certa coisa não faz daquilo algo seu." ( capítulo 30, pág 225)  

A leitura é gostosa , simples e apaixonante. Se você gosta de um romance e de finais inesperados esse livro é indicado a você. Tenho que dizer que o li em apenas um dia, isso para você ver como curti este livro e com toda certeza irei procurar outros livros do autor.

E você já leu? O que achou? Comente.

PS: Os trechos foram  retirados do "diário de Beth" que é sempre mencionado no começo de um capitulo do Livro "A promessa".

Deixe aqui opiniões, reclamações e sugestões : )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...